Guia de Encontros

Evite sites de namoro gratuitos

Os sites de namoro “gratuitos” também existem para dar aos seus donos dinheiro a ganhar e, como tal, não são realmente gratuitos.

Sempre que se deparar com um site de encontros gratuito, lembre-se do seguinte: não existem almoços grátis. Os sites de namoro ditos “gratuitos” também existem para dar aos seus donos dinheiro a ganhar. Veja o caso do Facebook: o Facebook é gratuito, mas ganha imenso dinheiro a vender publicidade e – tal como revelaram os recentes escandalos – os seus dados privados a terceiros. Os sites de namoro gratuitos fazem a mesma coisa mas de forma pior, uma vez que não são regulados e é complicado, senão impossível, saber a quem pertencem.

O seu email e outros dados privados são imediatamente vendidos ou cedidos a terceiros. Está farto de receber spam de “melhoradores de desempenho sexual”? Pois é...

Tudo o que vem à rede é peixe

A receita do site vem da publicidade apresentada no próprio site e da venda de dados pessoais dos utilizadores – portanto precisam de fazer grandes volumes de tráfego, muitos milhares de utilizadores registados o que os leva a aceitar que tudo e todos se registem. Procura-se quantidade e não qualidade.

Menor qualidade e garantias do serviço

A receita publicitária é muito menor do que pagamentos por assinatura e por isso os sites gratuitos, regra geral, não têm orçamento para pagar a equipas de programadores competentes para garantir a segurança dos seus dados, moderadores para filtrar perfis fraudulentos, resolver conflitos, etc.

Prostituição

Às claras ou de forma dissimulada, os perfis – sobretudo femininos – são preenchidos por acompanhantes e escorts profissionais ou de oportunidade, pois são uma forma rápida, fácil e gratuita de angariarem clientes. Como aos donos do site não lhes interessa reduzir o número de mulheres registadas (são sempre em muito menor número que os homens), não tomam quaisquer medidas para evitar estes perfis – os perfis femininos “disponíveis para sexo” são grande chamariz de utilizadores.

Burlas

Os burlões não querem gastar o dinheiro deles – por isso, os sites gratuitos são o espaço de eleição para golpistas, burlões e outros trafulhas e os jornais enchem-se regularmente de histórias de pessoas atraídas para encontros e depois assaltadas (ou pior!). Os sites gratuitos não têm equipas e meios (veja acima, menor qualidade de serviço) para vigiar, detectar e identificar estas pessoas. Como, regra geral, estes sites não pertencem a empresas legalmente estabelecidas, não facilitam a identificação dos perpretadores dos crimes à autoridades.

E por fim...

As pessoas que querem realmente ter encontros estão disponíveis para investir alguns euros na assinatura do site, da mesma forma que estão (ou deveriam estar!) disponíveis para gastar alguns euros num jantar, passeio ou ida ao cinema nos encontros que irão conseguir ter. Por outras palavras, só por ter pago a assinatura de um site de encontros, o utilizador já está a dizer aos outros “estou aqui mesmo para ter encontros”, o que o separa dos restantes que apenas se passeiam por ali e aumenta as possibilidades de conseguir um encontro - há estudos quem comprovam que as pessoas registadas em sites pagos estão mais empenhadas em conseguir encontros do que nos sites gratuitos (veja o nosso artigo "Consegue-se mais encontros nos sites pagos?").

 

Use sites pagos...

Afinal estamos a falar de valores de assinatura, muitas vezes inferiores a 1€ por dia, que podem fazer toda a diferença entre encontrar ou não alguém, em segurança.

 

...mas verifique sempre

Mesmo no caso dos sites pagos, verifique a sua seriedade. É razoavelmente simples: nos termos e condições de uso do site está sempre identificada a entidade legal que gere o site - dê sempre preferência a organizações registadas na Europa, aproveitando a regulação europeia mais rigorosa com que estes sites têm de cumprir.

É o caso dos seguintes sites, verificados pelo Guia de Encontros:

Site Entidade gestora

2L Multimedia, SAS
129, avenue de Genève - Centre MBE BP 351 - 74000 Annecy

Número de Contribuinte: RCS 439 055 591
(França)

Tyche Technologies AG
Hofstrasse 1A, 6300 Zug

Número de Contribuinte: CHE-420.114.703
(Suiça)

 

Ligeweb
12, Avenue Carnot - 44017 NANTES Cedex 1

Número de Contribuinte: FR829735687
(França)

 

Teknology SA
Via Pobiette 11, 6928, MANNO.

Número de Contribuinte: CHE-233.844.081
(Suiça)

 

 

Em suma: lembre-se da boa e velha máxima "o barato sai caro" (neste caso, o "grátis sai caro"). Se há realidade onde ela é particularmente verdadeira é nos sites de encontros.